21 de ago de 2008

Por detrás dos óculos...


Aqueles olhos castanho-esverdeados encantavam a todos ao seu redor. Os óculos em sua face serviam apenas de molduras para as suas “falsa-quase-esmeraldas”. O sorriso cínico que oferecia sempre que achava melhor não responder, deixava a todos ainda mais apaixonados e envolvidos pelo dono dos óculos.
Ele sabia ser extremamente irritante com seu suave deboche nas horas impróprias, como também era mestre na arte de arrancar gargalhadas nos seus momentos de raiva.

Parecia ser decidido no que queria. Mas por detrás dos óculos, nem ele mesmo sabia o que queria; ou quem seria. Seria um adolescente que amadureceu rápido demais? Ou seria um adulto incapaz de encarar o mundo devido sua infantilidade? Queria ter tudo o que sonhasse, ou tudo o que queria era sonha? Ele não sabia. Ninguém sabia.

Encontrou uma forma de solucionar todas essas questões: resolver esconder-se. Ele apenas escondia-se. Escondia-se por detrás dos óculos. Escondia-se do mundo que um dia sonhava em conquistar. Das pessoas que ele amava; das pessoas que o amavam. Escondia-se de si mesmo...

...o que ninguém sabia, é que por detrás dos óculos existia uma pessoa que tinha medo da vida e do amor, uma pessoa que chorava quando ninguém estava olhando, mas tentava passar força para todos, sendo engraçado ou até mesmo bobo.

Por detrás dos óculos existia uma pessoa observadora, que conseguia transformar o ambiente de todos em alegria, e o seu próprio em lágrimas.

Por detrás dos óculos existia uma pessoa que desejava ser compreendida sem precisar explicar nada a ninguém.

Por detrás dos óculos existia apenas uma pessoa que queria ser feliz e sorrir.
Apenas ser feliz e sorrir.

2 comentários:

Em Adoração... disse...

nOOSssa!!! obG meu irmão...que Deus abençoe vC sempre... fikei emocionadUhHh...

^^

txe amUh meu maninhOoO

Carlla disse...

Lindo ! Saudade dessas pessoas de trás dos óculos ! Beijoo gente .