19 de dez de 2010

morto.

...e então percebi que a vida escorria por entre meus dedos.
E que minha boca já estava seca, sem o sabor dos beijos apaixonados.
E que meus ouvidos não ouviam mais aquela canção que me deixava livre, solto, em outro planeta.
E que meu coração não mais pulsava, e que o sangue não mais corria aquecendo minhas veias.
E então percebi que estava morto.
E que agora minha vida começaria!
PLENAMENTE!

2 comentários:

Ana Raquel disse...

Morrer é viver.Basicamente.

Lindo!

Ana Raquel disse...

fico muito feliz que tenha se identificado com meu texto...
com todo o prazer, você pode sim compartilhá-lo por aqui!

feliz 2011!

um grande abraço!!!
se cuida!