2 de dez de 2008

Retrospectiva...


Começou o último mês do ano. Eu particularmente, considero essa data um tanto quando melancólica. Apesar do clima natalino e dos sentimentos de fraternidade que brotam nos corações, sinto nessa época uma pequena pitada de tristeza, pois geralmente paro e olha para trás, analisando tudo o que fiz (ou deixei de fazer).

Eu sei que é praticamente impossível alguém dizer que "o ano todo foi bom", ou até mesmo, "o ano todo foi ruim"; os anos são feitos por dias, e os dias são feitos por nossos sentimentos. Houveram dias que eu estava radiante, não existia no mundo pessoa mais feliz do que eu. Porém, em outros, eu era o ser mais infeliz e desprezível que a Terra já criou. E eu tenho certeza que com todas as pessoas são assim. Afinal, não podemos esquecer que vivemos numa eterna Montanha Russa. No entanto, precisamos fazer um balanço para compararmos cada sentimento e emoção e vermos o que mais pesou nesse ano que está quase no fim.

Eu já fiz o meu balanço, e confesso que o resultado não foi tão satisfatório. Aconteceram coisas comigo que me levaram ao extremo: vivi situações que pensava eu que nunca mais voltaria a vivê-las. Laços foram rompidos; Alianças quebradas; Sonho mortos. Foi um ano muito difícil para mim, mas nem tudo foi espinhos...

Afirmo com um certeza plena que entre os incontáveis espinhos e pedras de minha caminha nesse ano, duas flores brotaram de uma forma linda e especial, e, sem ordem de importância, ocuparam um lugar no meu coração e ficaram aqui eternamente. Eis as duas rosas: o "De Todo Coração", meu blog, meu canto; e as amizades que eu conquistei ( e que me conquistaram).

Quando iniciei com o blog, pretendia apenas escrever sobre as coisas que estavam em meu coração, como um passatempo sadio, algo para colocar minha singela opinião. De repente, o blog começou a fazer algo em meu coração, ele foi me conquistando de uma tal forma que eu (ainda) não sei explicar. Diante do computador sentava e logo inspirava-me para desabafar meus sentimentos. Então as pessoas começaram a vim. Começara a ler os meus sentimentos a identificar-se com eles. Começaram a comentar, e a cada comentário, eu encontrava-me em uma visão alheio, percebia que as pessoas estavam entrando em minha alma pela "brechina" que eu próprio havia feito. Eu também comecei a entrar em "brechinas" alheias e conheci pessoas maravilhosas (vocês, amigos leitores que lêem-me e são lidos). Quantas vezes cheguei a chorar na frente do PC, quantas vezes desligava o computador e meu coração estava repleto de vida, de poesia. Descobri-me (e ainda estou descobrindo-me) poeta, isso me fez bem. [SUSPIROS]

Meus amigos então nem se fala. Foi engraçado, porque Deus foi nos juntando, trazendo de um lado e de outro, e quando percebemos, estavámos unidos de uma forma tremenda. Muitas das coisas que vocês leram aqui, foi o resultado de nossas divertidissímas reuniões. Deus fala entre a gente e com a gente através de cada um. Somos fortalecidos com o testemunho de vida de cada um. O "cachorro-quente" era nosso local de encontro. Saíamos juntos do curso e íamos para lá simplesmente dar boas gargalhadas - e comer, é claro. Muitas vezes, o Marcelo levava o violão e fazíamos um culto ali mesmo, as pessoas olhavam e nós nem estavámos preocupados com isso; queríamos louvar a Deus; queríamos sorrir; queríamos apenas estar ali. Não considero eles como amigos, e sim como irmão. Amo todos, e tenho certeza que os levarei por toda minha vida. [CHORO PRESO NA GARGANTA]

Desculpem pela a extensão do texto, mas foi brotado da alma literalmente. Estou (mais uma vez) emocionado e espero que você, como eu, tenha a honestidade de fazer os cálculos e ver, que os momentos ruins foram muitos sim, todavia, os momentos de alegria, prazer e felicidade tiveram um especial mais do que importante nesse ano e marcaram sua vida pra sempre.

4 comentários:

Pri C. Figueira disse...

Uauuu...
Estou sem palavras diante do seu texto...

Suas palavras me emocionaram de uma tal forma, que não consigo descrever!
Hoje mesmo estava pensando sobre isso, fazendo meu "balanço" e apurando como foi meu ano!
Assim como vc, me sinto da mesma forma apesar do mês festivo normalmente fico mais abatida, acho que é exatamente por isso, pela apuração e ver os arrependimentos...
Mas como vc mesmo disse, houveram dias e dias e apesar de ter tido os dias de choro, os dias de gozo e alegria, em que estive com as pessoas que amo, que descobri novas coisas e desafios (assim como vc o blog!) compensam todas as lágrimas e peço a Deus que nos ajude a fechar esse ciclo e que entremos firmes no próximo!!!!

Amei seu texto, foi demais! Nunca se canse de escrever, se expresse, fale através das palavras pois elas me alcançaram aqui, tão longe!

Deus te abençoe e quero te dizer que amo ler suas palavras!

Bjs

Juliane Oki Carraro disse...

"Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus" Romanos 8:28

Tenho aprendido a olhar para trás e aprender com o que foi vivido. Os erros tomar cuidado para não cometê-los mais. Os acertos, dar toda glória a Deus! E em todo momento confiar!!

Continuar seguindo a Jesus em todo tempo.

Que Deus te abençoe sempre mais e mais.
Obrigada por suas visitas no blog.

Bjss
Jubys

Uerlle Costa disse...

Retrospectivas sempre nos emocionam né?
E com certeza é satisfatório olhar pra tudo que vivemos e saber que apesar de tantas coisas ruins sobrevivemos e que muitas coisas boas aconteceram.
E o sentimento que nós temos em relação a isso é que realmente valeu à pena.
Seu blog enche o meu coração.
As vezes você usa as palavras que tento dizer mas não consigo e isso é bacana amigo.
Espero que continues assim.

Deus abençõe hoje e sempre.!

Pri C. Figueira disse...

Olá meu amigo!

Respondendo seu comentário:

Ah, obrigada por suas sempre tão doces palavras! O sentimento é recíproco, apesar de não nos conhecermos pessoalmente tenho muito carinho por você!
Ler seus textos me enchem, amo a forma como tu te expressas e a forma como tu expõe teus sentimentos, sempre tão sinceros!
Quantas vezes Deus já falou ao meu coração aqui, quantos textos fizeram-me refletir...Ah, obrigada de coração!

Deus te abençoe sempre!