27 de nov de 2008

Por detrás de seu sorriso.


Era conhecido por seu sorriso. Todos os dias, em todos os momentos, ele estava estampado em seu rosto. Parecia que os problemas não existiam; ou que eles eram fáceis de serem contornados; ou que bastava abri mais uma sorriso que eles logo sumiriam. Para falar a verdade, não sabia a fórmula certa para não se preocupar; apenas sorria.

Amava música e poesia. Ofertava sempre um largo e extensivo e belo sorriso quando umas das duas (ou ambas) tocavam-lhe o coração. Era inevitável uma boa gargalhada sempre que era presenteado com uma piada totalmente sem graça vinda de seus amigos. E por falar em amigos, eram eles os causadores de seus melhores sorrisos.

No entanto, o que ninguém desconfiava, era que aquele tão conhecido sorriso, à noite, transformava-se em um choro desconhecido pelos demais, e íntimo de sua alma. Entrava em seu pequeno quarto - de poucos móveis - e era calorosamente recebido pela solidão que insistia em permanecer ali. Deixava cair, enfim, a carcaça que, instintivamente, o revestia toda as manhãs. A alegria dava lugar à tristeza; a gargalhada era abafada por gemidos repulsivos; o sorriso marcante dissolvia-se a cada gota de lágrima que escorria de seus olhos. E chorava. Sentia-se só.

Na escuridão do seu quarto, enxergava claramente a alma que o pertencia, mas a mesma que ele nunca entendera. No barulho atormentador do silêncio daquele local, podia distinguir facilmente as batidas aceleradas e ansiosas de um coração vazio. Vazio de sorrisos. Vazio de sua própria alma, que vagueava por seus pensamentos.

Precisava dormir. Precisava recuperar suas forças para no dia seguinte sustentar majestosamente o título que recebera. Afinal, ninguém era culpado por seus complexos e medos. Afinal, os outros também possuíam seus complexos e medos. Afinal, sabia que seu sorriso espontaneamente encenado era a luz para a vida de muitos que buscavam nos outros um motivo, uma razão para a vida.
E era isso que o dava forças para acordar. E sorrir novamente.

6 comentários:

susan soares disse...

Nossa muito lindo esse texto...
em parte, vocÊ me descreveu

nossa sorrir por ser o motivo de alegria de outros etcetcetc....
sofrer sem que ninguem saiba...
não entender a própria alma...

são muitos os que passam por isso!

mas nem todos escondem de forma tão exelente... estou aprendendo a nãos esconder tanto alguns sofrimentos, senão poderia enlouquecer^^ e creio que não é o que vai acontecer...a cada dia recebo um novo aprenizado...
belíssimo texto!


bjokas da suh!

Pri C. Figueira disse...

Seus textos sempre me comovem, sempre falam ao meu coração de alguma forma...
Ah, quantas vezes estamos assim, o sorriso mais lindo estampado, mas por dentro estamos moídos?
As pessoas sempre esperam algo de nós, criam expectativas que as vezes não somos capazes de suprir, mas para não decepcionar, guardamos que realmente sentimos em certos momentos!
O mais lindo nisso tudo é que apesar do sentimento ser contrário, da dor, seu desejo é ser luz para outros era o que dava forças para o acordar!

Parabéns Jeffão, lindo texto, mas nunca deixe que expor seus sentimentos(mesmo que seja a noite, só o travesseiro, tu e Deus), haverá um momento em que depois de tanto guardar acabamos explodindo e as vezes dói mais!

Bjs

.Dazinha. disse...

E os motivos e a luz dele? As vezes temos que nos expor, lógico, que para aqueles que realmente se importam e valem a pena. Temos que deixar de ser altruístas e ter um pouco de egoísmo. Também temos direito a não estar sempre felizes, também queremos um colo, um afago! :)


Te linkei querido, adoro te ler.
Beijos

Ana disse...

Muitas vezes temos que sorrir para a vida,para as pessoas,por mais que em nosso interior nada ande bem...
Penso que ora ou outra,com o efeito de nossos sorrisos,vidas poderão mudar, e através disso,se tivermos olhos para enxergar ao redor,a nossa vida pode ser transformada.
Já vi e ouvi muitas histórias assim,de pessoas que se recuperaram ao saber que através de seus sorrisos e de sua forma de viver,alguma vida mudou.
E isso é uma grande esperança.

"O choro pode durar uma noite,mas a alegria vem pela manhã."
A alegria não falha,quando fazemos dela um meio para "disfarçar" quem somos.No fundo ela sempre soube quem somos e por isso,ela aparece de verdade em nós.Basta esperar e confiar!

Amei o texto!
Como sempre,maravilhoso!

DEUS abençoe muito!

Thiago Ya'agob disse...

Boa tarde, Jeffe!
"De todo coração adoro a Ti..."
Pude perceber que és cristão!
Shalom!

...

Belíssimo texto. Real.
Uma vez na faculdade, e não faz muito tempo, uma colega de classe disse que eu sorrio muito, e que meu riso é fingido.

Espantei-me... E na hora, não pude concordar e nem discordar com ela.

... ,

[ rod ] disse...

Se uma palavra tem muito a dizer.. um sorriso revela a alma de um ser.

Amo sorrisos... pq o meu abre as portas do que sou... desde minha tenra idade.

Abçs meu caro e obrigado pela visita ao dogMas.


Novo Dogma:
tO be...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/