19 de nov de 2008

Assumindo erros.

Se existe uma coisa que o ser humano tem dificuldade em fazer é assumir seus erros. Nós possuímos o terrível hábito de nunca darmos o "braço-a-torcer" em uma situação onde o culpado não foi outra pessoa, além de você mesmo.
Falo isso por uma experiência própria e recente que aconteceu comigo ontem, na apresentação de um trabalho do curso técnico que eu faço.
Só pra se ter uma noção do que ocorreu, o trabalho foi adiado duas vezes: a 1ª faltou energia no colégio e o professor não apareceu; a 2ª no momento em que chegamos para apresentarmos (acredite se quiser) um outro grupo havia "roubado" nossa idéia, o que fez que nosso grupo se recusasse a apresentar; e ontem finalmente apresentamos (a pior apresentação de minha vida).

Só que a história não termina assim. No final de nossa apresentação, o professor nos avaliou e apontou os acertos e os erros (que só pra variar, foram muitos), mostrando de forma clara onde tínhamos errado. Para completar, um amigo nosso, do grupo, não se contentou com isso e ainda fez o favor de fazer um discurso dizendo que o motivo de tudo aquilo foi o nosso orgulho, nossa arrogância, etc, etc, e etc.
Fiquei com a cara no chão. O motivo da péssima performance foi a falta de responsabilidade de cada aluno, e não o nosso orgulho em não apresentarmos na semana passada. Fiquei com muita raiva.

O que eu quero dizer com isso tudo: o importante não é reconhecer que você errou só para os outros saberem que você errou; devemos reconhecer que erramos, porém, devemos ter mais consciência ainda em que ponto erramos.

No final da aula fiquei conversando com uma amiga/irmã do grupo e chegamos a uma conclusão: aquele momento foi, sem sombra de dúvida, um momento de confronto, onde Deus estava falando conosco através daquela situação embaraçosa, colocando diante de nossos olhos o que muitas vezes somos: egoísta, orgulhosos, prepotentes...
Converssamos sobre as inúmeras vezes e formas que Deus fala conosco e nem percebemos por estarmos desatentos e desligados.

No final do dia, aprendi duas coisas: reconhecer os erros, mas da forma certa; e, ouvir Deus falar em momentos de vergonha e embaraço. Creio que amadureci mais um pouco.

Cheguei em casa a noite, tomei um belo banho e fui dormir, afinal, nada melhor que um dia após o outro.

4 comentários:

Pri C. Figueira disse...

Olá!!

Se tem uma coisinha difícil é essa, assumir os próprios erros, reconhecer que errou e tomar a postura de ser diferente!!!
E se tem algo que as vezes me irrita é isso, fugir da responsabilidade ou então não ser humilde e reconhecer que errou, é uma pena, pois há pessoas que insistem em colocar a culpa nos outros e no mais a verdade é sempre o melhor caminho independente da consequência!!

Talvez eu tivesse a mesma postura que tu, me irritaria com meu colega, mas graças a Deus, Ele coloca nessas horas pessoas certas ao nosso lado, como sua amiga que através da conversa fez vc olhar a situação com outros olhos!!!

Fica na paz e como sempre Deus tem sempre algo a falar através dos teus textos!

Abraços!

susan soares disse...

É assumir um erro é muito complicado...
porque vamos estar nos envergonhando, nos deixando ser humilhados... mas se até Jesus(que foi o mais humilhado e não havia feito nada), não se defendeu. Se nos derem um tapa, devemos dar a outra face neh!... É duro, mas devemos tentar neh...

Agora na su situação, creio que você foi injustiçado, mas não se preocupe, creio que o Senhor vai restituir, tudo o que vc passou. momentos bem melhores virão. Creia nisso!

Que Deus te abençoe muitãooo!

bjokas da suh

Juliane Oki Carraro disse...

Como isso é difícil mesmo..
Mas que o Espírito Santo de Deus nos ajude sempre!

Bjss
Fica com Deus

Lara disse...

Tudo passa, até uva passa. E é muito importante assumirmos os nossos erros até mesmo quando não sabemos onde estamos errados, mas temos certeza q erramos.
beijo